site logo
 

PUBLICIDADE

img

Entrevista: Bruno Mazzeo em 5 X Comédia0 comentário

Entrevista

Publicado em 24/08/2018 02:15

Bruno Mazzeo
 

Globo/Pedro Curi

 

O espetáculo 5 X Comédia poderá ser visto em Goiânia neste sábado (25) e domingo (26), no Teatro SESI. Após um hiato de quase 20 anos, o espetáculo foi repaginado e está em turnê pelo país. No elenco, Bruno Mazzeo, Debora Lamm, Lucio Mauro Filho, Marcelo Médici e Luis Miranda,. Os ingressos custam a partir de R$ 20,00, dependendo do lugar escolhido. Eles podem ser comprados no Komiketo (T-4), site https://5xcomedia.byinti.com/ e na bilheteria do Teatro SESI. Conversamos por e-mail com o Bruno Mazzeo sobre o espetáculo e sobre a sua carreira. Confira!

 

 

Na década de 90, o espetáculo 5 X Comédia esteve em Goiânia com Fernanda Torres, Luis Fernando Guimarães e Evandro Mesquita, dentre outros atores. Como é fazer parte da nova montagem?

Um grande barato. Não só por ser um espetáculo que teve no seu elenco tanta gente que nos influenciou, mas pela oportunidade de viajar com amigos. Nos divertimos fora de cena tanto quanto em cena!

 

Na peça, você é o Rodrigo, um pai desesperado para fazer o bebê dormir. Na vida real, você é pai de três filhos, sendo dois gêmeos. Houve alguma identificação com o personagem?

Claro! Esse é um assunto que vem rondando tanto minha vida, quanto a do Antonio Prata, autor do texto, que é pai de um casal. Quando estávamos pensando sobre o que falar, esse assunto gritou! Não só eu me identifico, mas muitos pais na plateia também. É muito comum receber pessoas após os espetáculos comentando as semelhanças do “drama” do meu personagem, com suas vidas. “Caramba, já passei por isso!”. Ou “estou passando por isso agora!!!”. Viramos cumplices. (risos)

 

Estamos em ano eleitoral. Em junho, você, o Marcius Melhem e o Fábio Porchat estiveram no Supremo Tribunal Federal para tratar de liberdade de expressão, humor e eleições. Na época, a Lei 9.504/97, conhecida como Lei das Eleições, seria tema de julgamento de Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI). O resultado do julgamento do plenário foi unânime para permitir humor com políticos a três meses do pleito. Como você viu a experiência democrática?

É fundamental que sejamos todos – não só humoristas – livres para emitir nossas opiniões dentro dos nossos trabalhos (e na vida). O humor é uma arma da sociedade, capaz de denunciar profunda e diretamente as mazelas do nosso país. Vetar isso seria jogar contra o povo.

 

Além de viajar pelo país com a turnê do espetáculo, está trabalhando em novos projetos?

Opa! Estou a mil escrevendo a nova temporada da minha série “Filhos da Patria”, preparando um projeto novo de cinema e outras surpresinhas…

 

Gostaria de convidar o leitor do site Arroz de Fyesta para o espetáculo em Goiânia?

Claro que sim. Já estive em Goiânia com outro espetáculo e tenho a memória de um público esperto, antenado, que gosta de se divertir. Por que não ir ao teatro antes de ir ser arroz na festa? Dá tempo! Até lá!

 


Confira na íntegra




PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.

img

Av. D, nº 419, sala 401, Ed. Comercial Marista

Goiânia - GO / CEP:74.150-040

(62) 9946-0186

[email protected]