site logo
 

PUBLICIDADE

img

Alejandro Claveaux e Laila Garin apresentam ´Gota d’Água´0 comentário

Vem Aí

Tamanho da fonte A A

Publicado em 23/01/2019 19:37

 

Alejandro Claveaux e Laila Garin apresentarão em Goiânia o espetáculo " Gota d’Água (A Seco)", de 22 a 24 de fevereiro, no Teatro SESI. Os ingressos custam R$ 40,00 (meia/ inferior), R$ 80,00 (inteira/ inferior), R$ 30,00 (meia/superior) e R$ 60,00 (inteira/ superior). Eles podem ser comprados pelo site Tuddus e no Komiketo (T-4). O  patrocínio é da BB Seguros.

 

Mais de quatro décadas após a estreia da primeira montagem do texto de Chico Buarque e Paulo Pontes, em 1975, com Bibi Ferreira no papel principal, ‘Gota d’Água’ volta à cena. A história, transposição da tragédia grega ‘Medeia’, de Eurípedes, transporta o público para a realidade de um conjunto habitacional no subúrbio carioca, em adaptação de Rafael Gomes, com direção musical de Pedro Luís.

 

Como ‘a seco’ do título já indica, a montagem busca chegar à essência da história, através dos embates entre os protagonistas, Joana e Jasão, ainda que outros personagens do original também apareçam na adaptação. A nova versão da peça é focada em sua natureza política, cruelmente atual.

 

“A Gota D’Água original possui uma trama política bastante latente em seu embate entre opressores e oprimidos. Ao concentrar a história em Joana e Jasão, em suas ideologias, ações e sentimentos, eu gostaria ainda assim de falar sobre essa política mais essencial da vida, do dia a dia, essa que a maioria das pessoas sublima, esquece ou finge que não é com elas, achando que ser político é somente saber apontar o dedo para o adversário e se manifestar eventualmente por aquilo que interessa, de forma um tanto o quanto individualista”, afirma o diretor, que manteve toda a estrutura formal da peça e inseriu novas canções e pequenas citações de letras de Chico Buarque em algumas passagens do texto.

 

Chico Buarque e Paulo Pontes começaram a trabalhar no texto original a partir de uma transposição que Oduvaldo Vianna Filho (1936-1974) havia feito para a televisão. A feiticeira Medeia virou Joana, moradora do conjunto habitacional Vila do Meio-Dia, mãe de dois filhos, frutos de seu casamento com Jasão, alguns anos mais novo do que ela. Compositor popular, Jasão é cooptado pelo empresário Creonte, que o ajuda a fazer sucesso, e termina por largar Joana para se casar com a filha do milionário. A trama passional – que culmina na vingança de Joana –  tem como pano de fundo as injustiças sociais pelas quais os moradores do local passam, vítimas da exploração de Creonte, todo-poderoso da região.

 

Por conta desse acúmulo de tensões, Rafael Gomes elegeu o embate como o conceito central de sua montagem. Não somente o embate amoroso, que está no cerne da trama do casal, mas também o social, em um sentido mais amplo, e, principalmente, o íntimo. “São as batalhas internas a que as circunstâncias externas nos sujeitam. Jasão no conflito entre o que está ganhando e o que está deixando para trás, assim como Joana na decisão entre ir às últimas consequências para se vingar ou simplesmente seguir vivendo – o embate entre o humano e o divino, o terreno e o espiritual’, conclui o diretor.

 

Com esta nova e enxuta adaptação, músicas que não estavam no original foram acrescentadas, como como Eu Te AmoBaioque e Cálice. Elas entraram para servir à dramaturgia, ao contar partes da história, revelar melhor o caráter e as contradições das personagens, além de amplificar alguns contextos e situações que precisaram ser sumarizados. 
 
 

Nascido em Goiânia e filho de pais uruguaios, Alejandro é formado em Engenharia de Alimentos. Chegou a trabalhar no ramo por cerca de dois anos. Decidiu ser ator após fazer curso de artes cênicas na faculdade e integrar o Grupo Guará, até se mudar para o Rio de Janeiro. Já fez vários trabalhos na televisão, como "O Outro Lado do Paraíso" e "Clandestinos", entre outros. No cinema, "Meu Passado Me Condena" e "Uma Quase Dupla", entre várias outras partipações. 

 

Laila nasceu em Salvador. É atriz e cantora, formada em artes cênicas pela Universidade Federal da Bahia. Destacou-se em 2013, ao interpretar a cantora Elis Regina no espetáculo Elis, O Musical. Na televisão, dentre os seus trabalhos, Clandestinos, Rock History e o seriado Força Tarefa, entre outros. No teatro, destaque para Eu Te Amo Mesmo Assim e O Homem Provisório. 

 

Serviço

Data e horário: 22 e 23/02, às 21 horas. 24/02, às 20 horas

Local: Teatro SESI

Preços: R$ 40,00 (meia/ inferior), R$ 80,00 (inteira/ inferior), R$ 30,00 (meia/superior) e R$ 60,00 (inteira/ superior)

Pontos de vendas: Site Tuddus e Komiketo (T-4)

Classificação: 14 anos

Duração: 100 minutos

Classificação: Musical


 

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.

img

Av. D, nº 419, sala 401, Ed. Comercial Marista

Goiânia - GO / CEP:74.150-040

(62) 9946-0186

[email protected]