site logo
 

PUBLICIDADE

img

Instituto Bacae realiza Game Friday0 comentário

Tecnologia

Tamanho da fonte A A

Publicado em 23/11/2020 01:40

 

O Instituto Bacae irá realizar o Game Friday na sexta-feira (27/11), às 20h27, com transmissão pelo Zoom. Para participar, basta de inscrever gratuitamente pelo Sympla. Durante o evento será lançada a campanha Game Kuborabu, para arrecadar fundos para o desenvolvimento do game Kuborabu, um puzzle com pitadas de adventure em que o personagem, um “cubo-caranguejo”, precisa passar por caminhos, em formato de blocos, até alcançar o seu alvo.  O financiamento coletivo, que ocorre aqui, é uma troca: para ganhar uma recompensa, cada pessoa colabora o quanto quiser ou puder.

 

Idealizado pelo designer gráfico Cláudio Marinho Junior, em 2014, Kuborabu pode ser jogado por crianças e adultos e estará disponível para iOS e Android. Para Ingrid Costa, presidente do Instituto Bacae, a campanha Game Kuborabu é uma oportunidade para, além de dar vida aos projetos de Cláudio Marinho, o Claudinho, contribuir para a produção cultural da cidade de Goiânia. “Criei esta campanha para envolver pessoas em mais uma etapa deste sonho e inspirar um propósito: poder trabalhar com o que amo e que, ao mesmo tempo, me sustenta e contribui com o mundo!”, diz.

 

Além do financiamento de Kuborabu, os doadores ganharão recompensas. O jogo só será desenvolvido se a meta preestabelecida for atingida; caso contrário, os doares receberão o dinheiro de volta. “Se a meta mínima for atingida, o projeto irá virar realidade e todos os colaboradores ganharão recompensas. Por exemplo: quem colaborar com R$ 80 ganhará uma aula da dança comigo”, explica a também bailarina.

 

Sobre o estilo do game, Cláudio Júnior havia definido que o desafio consistia em “passar por todos os blocos, exceto os blocos que são obstáculos e, portanto, não acessíveis. Não é possível voltar atrás, pois o bloco por onde o personagem passou cai no vazio. A medida que o jogador conseguir finalizar um caminho, outro caminho se abre, com maior grau de dificuldade”, apontou.

 

A campanha de financiamento foi a forma encontrada pelo Instituto Bacae para dar vida aos sonhos do Claudio Marinho Junior, interrompidos, de forma precoce, com o seu falecimento, vítima do estresse e da rotina impostos pelo estilo de vida na sociedade contemporânea. O Bacae, dirigido pela sua então esposa Ingrid Costa, surgiu desse contexto, com um duplo objetivo: dar seguimento às obras inacabadas do Cláudio, na área dos games, mas também oferecer alternativas à sociedade, por meio de atividades que promovam a reflexão, especialmente a Dança Contemporânea.

 

PUBLICIDADE

img

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

img

Av. D, nº 419, sala 401, Ed. Comercial Marista

Goiânia - GO / CEP:74.150-040

(62) 9946-0186

[email protected]