site logo
 

PUBLICIDADE Fechar[x]

img

Vila Cultural Cora Coralina inaugura exposição da artista carioca Panmela Castro0 comentário

Vem Aí

Tamanho da fonte A A

Publicado em 17/08/2022 00:48

 

A Vila Cultural Cora Coralina inaugura, às 18h desta quinta-feira (18), a exposição Retratos Relatos, individual da artista carioca Panmela Castro, reconhecida nacional e internacionalmente por seu ativismo contra a violência que atinge mulheres e a promoção da Lei Maria da Penha. A mostra reabre a grande sala da unidade de cultura que ficou quase três anos fechada, durante o período crítico da pandemia, e que passou por uma readequação na iluminação. 

 

Com curadoria e texto crítico de Keyna Eleison, a mostra chega ao público goiano com novo recorte curatorial, ampliando o conhecimento e apreciação do mesmo acerca de sua obra e trajetória. Foram acrescentados cerca de 10 trabalhos entre pinturas e fotografias, criadas a partir de relatos de mulheres Brasil afora sobre casos de violência doméstica, além de outras formas de abusos. 

 

Durante a juventude, a própria artista também foi vítima de violência doméstica, fato que a motivou a fundar, há 10 anos, a Rede Nami, organização que usa as artes para promoção dos direitos das mulheres e o combate a abusos e violências. “O objetivo é que essas moças não passem por situações ruins como a que passei”, explica a artista. 

 

Foi a partir dos relatos e depoimentos colhidos nas experiências com a Nami que Panmela deu início à série que compõe a exposição Retratos Relatos - composta por dezenas de histórias não só sobre abuso contra a mulher, mas também sobre racismo, violência institucional, maternidade, transição de gênero, etarismo e a situação feminina durante a pandemia, com o acúmulo de funções do trabalho remoto e a responsabilidade pelos cuidados da família.

 

Retratos Relatos também conta com o vídeo-performance Caminhar, sobre feminicídio; e o objeto participativo Caixa de Descarte, obra inédita da artista na qual o público poderá abandonar objetos que trazem memórias ruins, presentear Panmela com objetos que considerem afetivos ou, ainda, eternizar outros itens, que virão a ser transformados em arte futuramente por ela, para a série inédita Objetos Afetivos

 

Programação: 

 

25 AGOSTO

14h – 16h

Confabulação 1 – Ativações performáticas

com  Âmbar

20 vagas

Público desejado: pessoas pretas, indígenas e amarelas.

Requisito: Levar um objeto pequeno de significado afetivo pessoal.

 

16:30h – 18:30h

Autorretrato 1 – Performance, feminismos e dissidências

Ana Reis convida Céu Barbosa

 

01 SETEMBRO

14h – 16h

Confabulação 2 – Escritas de si

com Mirna Kambeba Omágua Yetê Anaquiri

12 vagas

Público desejado: pessoas indígenas, negras e demais interessadas.

 

16:30h – 18:30h

Autorretrato 2 – Como nascem as curandeiras?

Priscilla Menescal convida Daya Gomes

 

08 SETEMBRO

14h – 16h

Confabulação 3 – Sanación com rosas

com Gabriela Rodrigues

30 vagas

Público desejado: qualquer pessoa interessada.

 

16:30h – 18:30h

Autorretrato 3 – Desafios e resistências das mulheres indígenas

Evelin Cristina Tupinambá convida Stefany Kambeba Omágua Yetê Anaquiri

 

15 SETEMBRO

14h – 16h

Confabulação 4 – Devaneios afro afetivos sob a perspectiva de AUTONOMIA DE QUERERES: a moda como vetor de transformação

com Naya Violeta

15 vagas

Público desejado: prioritariamente pessoas que se identifiquem como mulheres, travestis, pessoas trans e/ou não-binárias.

 

16:30h – 18:30h

Autorretrato 4 – Boquinha de confusão

Iêda Figueiró convida Pietra Pedrosa

 

 

22 SETEMBRO

14h – 16h

Confabulação 5 – Contra a violência obstétrica

com Andréia Peroba Rosa

20 vagas

Público desejado: pessoas gestantes, acompanhantes e interessadas/os/es em geral

 

16:30h – 18:30h

Autorretrato 5 – Saberes Quilombolas

Kalu Oliveira convida Marta Quintiliano

 

29 SETEMBRO

14h – 16h

Confabulação 6 – Mexer a raba

com Gleyde Lopes

12 vagas

Público desejado: negritude periférica que se identifique como LGBTQIAP+

 

 

16:30h – 18:30h

Autorretrato 6 – Graffiti como ferramenta de transformação

Karollez Viana convida Kaly

 

06 OUTUBRO

14h – 16h

Confabulação 7 – Inserção profissional no circuito e mercado das artes visuais

com Wanessa Cruz

30 vagas

Público desejado: prioritariamente pessoas que se identifiquem como mulheres, travestis, pessoas trans e/ou não-binárias. 

 

16:30h – 18:30h

Autorretrato 7 – Violência doméstica familiar

Flávys Guimarães convida Luda Bulhões

 

SERVIÇO:

Exposição Retratos e Relatos  – Panmela Castro
Abertura: 18/08/2022 | 18h
Curadoria: Keyna Eleison e Gilmar Camilo 
Local: Vila Cultural Cora Coralina (Rua 3, s/n. St. Central. Goiânia - GO).
Duração: 18 de agosto a 07 de outubro de 2022
Horário de Visitação:  9h às 17h (segunda a sexta)
Contato: (62) 3201-9863
Entrada Franca

 

PUBLICIDADE

img

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

img

Av. D, nº 419, sala 401, Ed. Comercial Marista

Goiânia - GO / CEP:74.150-040

(62) 9946-0186

[email protected]