site logo
 

PUBLICIDADE Fechar[x]

img

PUBLICIDADE

img

Entrevista: Rogério Flausino fala sobre Jota25 no Goiânia Arena e novos projetos da banda0 comentário

Entrevista

Publicado em 29/11/2023 00:05

 

Foto: @raphagarcia

A banda Jota Quest está volta com o show Jota25, desta vez no Goiânia Arena. O show será neste sábado (2/12), com abertura dos portões às 19 horas. Os ingressos custam a partir de R$ 80,00 (arquibancada/meia) e podem ser comprados pelo site Alphatickets.

 

Conversamos com Rogério Flausino sobre a apresentação e sobre novidades da banda, como a turnê Arenas, que começará em 2024, e sobre o projeto de inéditas “De Volta ao Novo”, que já está com “Numa Boa” estourada nas rádios e plataformas de streaming. Aperte o play e confira!


Confira na íntegra




No ano passado, vocês apresentaram o show da turnê Jota25 lá no teatro do Centro de Convenções da PUC Goiás. Desta vez, o show Jota25 será no Goiânia Arena. Seria muito ousado de nossa parte considerarmos a apresentação do próximo sábado como um "esquenta" para a turnê Arenas, que começará em 2024?

Alô, alô, galera querida do Arroz de Fyesta! Prazerzão falar com vocês! Estamos voltando aí, pra nossa querida Goiânia. Galera, é isso. Na verdade é um esquenta. A primeira rodada da turnê rolou no ano passado, no segundo semestre do ano passado, e a gente deu uma passadinha em todas as cidades, incluindo a nossa querida Goiânia e foi lá no teatro, num domingo e tudo mais. Acho que era uma véspera de feriado e tudo, mas eu tenho que confessar para vocês que esse show não foi desenvolvido, criado lá atrás para acontecer em teatros. Ao contrário do Acústico Jota Quest, que passou várias vezes pela cidade, sempre em teatros. E naquela ocasião a gente quis aproveitar também que a gente estava lançando para mostrar para a galera que a gente estava diferente. E eu adoro o Teatro da PUC, foi legal para caramba. Desta vez agora, o que vai rolar aí no Goiânia Arena é muito mais o que a gente bolou pra Jota25. Nós fizemos o segundo semestre do ano passado a primeira rodada e o ano de 2023 foi a segunda rodada da turnê. Rodamos o Brasil todo, de ponta a ponta, fomos em várias cidades que não tínhamos ido ainda, sempre com um público maior e tal. E com direito à passagem que a gente deu por Porto Alegre. A gente encheu o estádio do Beira-Rio. Gravamos um DVD lá, que ainda está falando DVD, né? Mas foi um negócio assim muito impressionante, porque tinha quase 30 mil pessoas no estádio para assistir. Nós temos uma história legal com o Rio Grande do Sul. Então assim, este ano de 2023 foi um ano de crescimento da turnê. E ela foi desenvolvida para ser uma turnê para lugares maiores mesmo, uma coisa assim bem pra gente festejar mesmo, um show longo e tudo mais. Eu estou muito feliz da gente estar de volta a Goiânia e Goiânia vai ser a última capital que vai receber essa segunda rodada. Então é óbvio que o do início do ano pra cá a turnê já foi sofrendo modificações. A gente foi pegando mais o jeito. Então eu acho que a galera daí de Goiânia vai pegar a banda bem afiada e tal e já olhando para o futuro, né? Olhando para a turnê, como você falou, aí a turnê que começa no ano que vem, no dia 3 de fevereiro. Ela começa no Rio de Janeiro, na Marina da Glória, que é um lugar lindo na beira da água e tal, né? Como Marina, né? Um lugar clássico do Rio de Janeiro, que a gente vai fazer um sabadão lá para dar o start nessa segunda rodada. E a minha expectativa é que o ano que vem tem lá, de acordo com as coisas caminharem, que a gente possa ainda voltar para a cidade de Goiânia mais uma vez. Mas antes disso é isso. É convidar a galera para ir lá assistir com a gente. Nós estamos com uma venda bem expressiva pra para esse show de sábado. A gente tá feliz à bessa, vai ser um grande acontecimento. É isso, cara, voltar a Goiânia é sempre um prazer para gente.


Voltando ao ano de 2023, vocês continuaram viajando pelo País e lançaram o projeto de inéditas “De Volta ao Novo”. A primeira música de trabalho, “Numa Boa” está bombando nas rádios e nas plataformas de streaming e já ganhou clipe. Conte pra gente: como a banda está lidando com tanto trabalho e tantos acertos?

Nossa cara, tá bacana demais, né? Eu acho que realmente muito trabalho com poucos acertos ia ser ser mais difícil, mas como as coisas estão indo bem, muito bem, graças a Deus, a gente está feliz à bessa. O lançamento do disco “De volta ao Novo” aconteceu agora em outubro, né? Nós lançamos aí o volume 1 do álbum. O volume 2 vem logo depois do Carnaval. É uma coleção de canções inéditas. Não era para demorar tanto tempo assim para lançar um disco de inéditas, mas a pandemia confundiu muitas coisas. Então esse é um disco que começou em 2019 e ele parou durante a pandemia e a gente retomou só agora no início do ano. O produtor do álbum é o Rick Bonadio. Essas nove primeiras faixas que já estão disponíveis nas plataformas digitais representam muito a banda. E logo mais vem mais oito faixas, no segundo volume. Tem um pouquinho de cada Jota Quest aí. Tem o Jota Quest mais dançante, festivo. Tem também o Jota Quest canção, mais introspectivo. Tá tudo aí. Precisava ser um disco novo, realmente novo, feito agora. A gente tocou tudo de novo, a gente gravou tudo de novo a partir do ano, desde do início deste ano. Saímos de casa, fomos para São Paulo gravar lá. Fazia tempo que a gente não saía de casa para gravar, isso também fez muito bem, refrigerou. A gente tem parceria com parceiros antigos, como Nando Reis, tem parcerias novas como, por exemplo, o Vitor Kley, da música “Numa Boa”, que já tá tocando no rádio. Tá indo muito bem. A gente teve a participação do Herbert Vianna, a gente tem mais um encontro ali com a galera do Tianastácia, que é uma banda querida aqui de Belo Horizonte, na pessoa do Podé e do Betão, que é uma música que chama “O Último Beijo”, muito boa. Tem uma versão também de uma canção que chama “Amor Louco”, que é uma versão de uma canção argentina, muito querida por lá, e a gente fez uma versão bem brazuca, black samba funk dela. Então tem rock, tem balada, tem black, tem soul, tem Jota Quest pra caramba aí no álbum. E esse álbum faz parte desse combo de celebração, né? O plano sempre foi esse, 2020, 21 celebração, turnê de aniversário. Disco de inéditas, mas isso tudo só começou a sair do papel a partir de 22 e agora 23. Então eu acho que 24 que chega aí é um ano da gente ainda se encontrar muito e celebrar muito cara, porque agora que as coisas se engrenaram pra valer? E é isso, cara, graças a Deus, cheio de acertos mesmo, eu agradeço aí pelo pelo elogio.


Há mais de 25 anos juntos, vocês se conhecem muito bem e muitas vezes passam mais tempo com a banda do que com a família. Você pode contar alguma história divertida da banda na estrada com a turnê Jojta25?

Olha, sem dúvida nenhuma, muito mais tempo com a banda do que com a família e com os amigos, cara. A sorte é que nós somos amigos e somos uma família, né? Porque muito tempo que a gente tá junto. Quase 30 anos que a gente se conheceu e aí vem toda essa história maravilhosa da banda. Então aí, firmes e fortes, né. Cara, tentando lembrar alguma história engraçada assim, com certeza já aconteceu alguma coisa engraçada, mas assim, a que me veio na cabeça não é da Jota25, é um pouco antes. Também não faz muito tempo, acho que foi na época do Acústico, que a gente estava no aeroporto e estava todo mundo num daqueles, foi algum aeroporto que a gente passou, daqueles que você passa fazendo uma escala. A gente estava meio atrasado e estava todo mundo com muita fome. E aí a gente foi indo para o portão e descemos o finger, assim, olhamos lá em baixo tinha uma lanchonete ali, galera. Chegamos assim, já já rolando uma fila pra embarcar e a lanchonete não tinha ninguém servindo, mas tinha um lance assim cheio de pão de queijo. Eu falei, pô, cara, pô, o pãozinho de queijo aqui, vamos mandar a ver nesse pão de queijo, que o cara deve estar chegando, o cara deve ter ido no banheiro, sei lá. A gente pegou, entrou, abrimos a janelinha do negócio, começamos a pegar os pães de queijo, dois para um, dois pro outro, quem quer, todos pegaram e fomos comer e a Fila foi acabando e o cara nada de voltar, velho. O cara não voltava, o cara não voltava e o cara lá do embarque olhou e viu a gente roubando os pães de queijo. Só que que a gente não estava roubando, a gente estava pegando e a gente ia pagar, mas o cara não chegava. Foi acabando a fila e a gente precisava entrar. Aí ninguém chegava. Aí a galera foi tentar entrar e o cara falou: “Ó, vocês não vão embarcar não”. Não amigo, a gente tem que pegar o vou. “Não, vocês vão embarcar não, porque estavam roubando por onde queijo ali eu sou testemunha, eu vi”. Eu falei: não, a gente não estava roubando, a gente quer pagar, a gente não pode deixar a grana com você? “Não, não, não. Essa responsabilidade não é minha. Meu negócio aqui é embarcar e desembarcar. Vocês roubaram o pão de queijo ali e eu vou chamar a segurança”. Cara, isso foi engraçado demais. Eu sentei no chão, eu falei assim: cara, olha essa cena que está acontecendo. Ou a gente vai perder o voo ou a gente vai ser preso, alguma coisa vai acontecer. E aí eu já fiquei imaginando a notícia saindo no jornal, né? Jota Quest é preso no aeroporto por roubar o quê? Pão de queijo! Vai ser mineiro assim lá em Minas Gerais, né? Era só o que faltava, né? Pô, cara. A história aqui não falta, depois eu vou lembrar uma história mais da Jota25, eu te conto depois tá bom?


O show em Goiânia será no sábado, 2 de dezembro. Gostaria de convidar os leitores do site Arroz de Fyesta?

Então eu vou deixar aqui o convite oficial formal, queridos amigos do Arroz de Fysta, aqui é o Rogério do Jota Quest, deixando um convite mais que especial. Neste sabadão, dia 2 de dezembro, tem Jota Quest 25 anos. É uma grande festa, uma experiência audiovisual explosiva de memórias e emoções. Vem celebrar com a gente. São 25 hits que marcaram nossa trajetória, algumas novidades do disco novo, lá no a Goiânia Arena. Nossa primeira vez lá, então a gente tá esperando vocês. Tá bom? Um abraço para todo mundo ligado aí no Arroz de Fysta e vamos que vamos. Beijo pra vocês! Dias melhores aí, galera!


PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.

img

Av. D, nº 419, sala 401, Ed. Comercial Marista

Goiânia - GO / CEP:74.150-040

[email protected]