site logo
 

Para mais de 40% dos jovens, redes sociais prejudicam namoros0 comentário

Tecnologia

Tamanho da fonte A A

Publicado em 31/01/2013 13:45



 
Estudo da McAfee revelou que modo preferido de procurar um parceiro ainda é offline, mas muitos jovens casais se conheceram no Facebook
 
Cerca de três quartos (74%) dos entrevistados acessam o Facebook várias vezes ao dia e também compartilham os posts via Twitter, Tumblr e Google+. Os 26% restantes utilizam o Twitter como plataforma preferida para interagir seus amigos. Considerando o total de posts e tuítes, 26% dos adolescentes já se arrependeram de ter postado um comentário sobre o fato de terem “ficado” com alguém e 47% dos participantes já tiveram algum problema via rede social.
 
Intitulado “Os adolescentes e seus namoros on-line”, o estudo mostra que, apesar de serem unanimidade entre os jovens, as redes sociais podem tanto ajudar como prejudicar o relacionamento, devido ao seu caráter expositivo. De acordo com a pesquisa, 44% dos adolescentes comprometidos acreditam que as redes prejudicam o relacionamento e 23% já tiveram mensagens ou declarações para os parceiros, que deveriam ter permanecido em âmbito privado, publicadas na Internet. 
 
Além disso, 35% dos jovens em relacionamento sério acreditam que as redes sociais influenciam as expectativas dos parceiros em termos de aparência ou comportamento. Desse número, 16% pensam que o uso das redes sociais gera mal-entendidos e 9% afirmam que essa utilização causa ciúme. Entre eles, 48% consideram o telefone como principal ferramenta para se comunicar com o parceiro, sendo que o SMS é visto como um aliado dos namorados: mais de dois terços acreditam que a função melhora o relacionamento por facilitar a comunicação. 
 
Para os que não estão em um relacionamento, a Internet tem papel fundamental na construção e manutenção dos relacionamentos. Aproximadamente 35% dos pesquisados afirmam que o fato de estarem na web atrai atenção positiva do sexo oposto, e cerca de um terço dos solteiros procura relacionamentos no Facebook. Em contrapartida, 38% dos entrevistados acreditam que a Internet atrai mais acessos do que gostariam, proporcionando uma sensação de invasão de privacidade. Embora a maneira preferida de a maioria (46%) procurar um parceiro ainda seja offline , 13% dos que estão em um relacionamento amoroso se conheceram via FB.
 
A pesquisa, encomendada pela McAfee à empresa global de pesquisa de mercado TNS, foi realizada no segundo semestre de 2012 no formato online, e contou com respostas de 400 adolescentes de 13 a 17 anos, das classes A, B, e C, residentes nas cidades de São Paulo, Curitiba, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Salvador.

Fonte: http://idgnow.uol.com.br/ 
 

PUBLICIDADE

img

Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado

O autor do comentário é o único responsável pelo conteúdo publicado.

PUBLICIDADE

img

PUBLICIDADE

img

AGENDA

< >

img

Av. D, nº 419, sala 401, Ed. Comercial Marista

Goiânia - GO / CEP:74.150-040

(62) 9946-0186

[email protected]